A ACIC

Com a idade, a sabedoria.

Há mais de cinquenta anos, cinquenta e um empresários de Cascavel-PR se juntaram para montar o que hoje é referencia no trabalho associativista. A Associação Comercial e Industrial de Cascavel, em todos os seus anos de história, auxiliou na estruturação dos setores responsáveis por grande parte do desenvolvimento profissional e social da cidade e região oeste do Paraná.

Em 2016, uma nova conquista entrou na lista da Acic: a idealização de sua nova sede administrativa. Localizado na Rua Pernambuco, 1800, próximo da Câmara de Vereadores e da Prefeitura, o prédio Rui Barbosa possui mais de 4.000m2 disponíveis para a Associação e seus associados utilizarem nos mais variados serviços disponibilizados. Em todas as suas divisões internas, possui 10 ambientes disponíveis para locação e outros 20 para produtos, serviços e convênios. Hoje, a Associação auxilia mais de 3,4 mil associados e possui 46 colaboradores.  

Essa é a história da Acic até hoje. Agora, queremos ir mais longe junto com você.

POLÍTICA E MISSÃO DA ACIC

MISSÃO

Integrar a classe empresarial, assistir e envolver o quadro associativo em ações para o seu desenvolvimento econômico, tecnológico e social.

POLÍTICA INTEGRADA DA QUALIDADE

Integrar a classe empresarial, assistir e envolver o quadro associativo em ações para o seu desenvolvimento econômico, tecnológico e social.

PALAVRA DO PRESIDENTE

EDSON JOSÉ DE VASCONCELOS - GESTÃO 2017/2018

EDSON JOSÉ DE VASCONCELOS - GESTÃO 2017/2018

Era de rupturas

Jamais na história, as pessoas e as empresas foram submetidas a um turbilhão tão grande de novidades, de incertezas e também de oportunidades. A era é rupturas. Do fechamento de um dos mais bem-sucedidos e intensos ciclos de desenvolvimento social, econômico e tecnológico da civilização, para a abertura de outro que ainda não se sabe bem onde vai dar. Mas uma coisa, diante do que já é possível vislumbrar, é certa: as próximas décadas serão instigantes e fascinantes.

É em meio a um dinâmico cenário de mudanças que a Acic se equilibra há quase seis décadas. A entidade é um dos berços do associativismo empresarial paranaense e, embora atenta às novidades, jamais desviou seu olhar de uma premissa fundamental, de bem representar e defender os interesses de quem empreende, gera oportunidades, distribui renda e promove desenvolvimento. É por ter atravessado períodos de estabilidade e turbulência que a Associação Comercial e Industrial de Cascavel é o que é hoje, uma entidade comprometida com o setor produtivo e com as causas da cidade e da região.

Mesmo às portas de um mundo muito diferente, sob crescente influência das inteligências artificiais, não há como ignorar demandas do presente e de futuro de curto e médio prazos. Simultaneamente ao inadiável debate de empresas e de empresários de repensar seus modelos de negócio, Cascavel e região devem encontrar caminhos para solucionar outras questões emergenciais. Duas das mais importantes são o Aeroporto Regional do Oeste e um novo traçado que permita contemplar um apelo centenário, de redução do frete no transporte das riquezas da região por malha ferroviária.

Avanços e investimentos no atual aeroporto são necessários, porque há uma demanda que já existe e que precisa ser atendida. E ela crescerá nos próximos anos. Todavia, essa estrutura tem prazo de validade. De forma planejada, ordenada e estratégica, empresários, técnicos e autoridades precisam partir para a ação e aproveitar essa janela de tempo para construir o futuro aeroporto, indispensável para que os potenciais da região, que são inúmeros, possam ser amplamente revelados e transformados em indicadores de riquezas, com mais empregos, renda e qualidade de vida. O novo aeroporto precisa estar pronto em 2030.

Ainda mais antigo e tão imprescindível é o debate em torno da Ferroeste. Devido a inúmeros entraves técnicos e burocráticos, 90% de tudo o que o Oeste produz e tem o exterior como mercado segue ao Porto de Paranaguá por modal rodoviário. Essa inversão custa, e o prejuízo não para de crescer, mais de R$ 300 milhões à economia da região por ano. O diálogo e o bom-senso devem prevalecer para que uma ferrovia eficiente atenda aos anseios e à produção de uma das regiões que mais trabalham e geram resultados no Paraná e no Brasil.

A modernização do País, e a Acic defende isso há anos, passa por reformas amplas, sérias e consistentes. É urgente vencer a burocracia, garantir mais segurança jurídica às empresas e estimular parcerias e o próprio colaborador a imergir na busca pela eficiência produtiva. Para não perder o bonde da história, o Brasil precisa se reinventar e superar, de uma vez por todas, amarras que há séculos fazem dele refém do patrimonialismo. É papel de entidades como a Acic, de líderes, empresários e cidadãos, bem como dos homens públicos, entender e ser a mudança que o País há tanto almeja e merece alcançar.

Edson José de Vasconcelos

Presidente da Acic

DIRETORIA EXECUTIVA

Saiba na relação abaixo os nomes que compõem a atual diretoria da Acic (gestão 2017/2018). Conforme o estatuto da entidade, a diretoria executiva é eleita para mandato de um ano com direito à reeleição por mais um ano.

SAIBA MAIS

DIRETORIA EXECUTIVA GESTÃO 2017/2018

Nome Empresa
Edson José de Vasconcelos – Presidente Sul Brasil Pré-moldados
Sandro Augusto Bacarin – Vice-presidente Embalagens Bacarin
Paulo Beal – Vice-presidente para Assuntos do Comércio Cia Beal de Alimentos
Francisco Carlos Strzalkowski – Vice-presidente para Assuntos da Indústria Carelli e Cia Ltda
Dilvo Grolli – Vice-presidente para Assuntos de Agronegócios Coopavel
Assis Marcos Gurgacz - Vice-presidente para Assuntos da Prestação de Serviços Eucatur
Siro Canabarro – Vice-presidente para Assuntos das Microempresas Tecinco
Claudia Scholl Urio – Vice-presidente para Assuntos da Mulher Empresária Open Veículos Ltda
Silvana Luiza da Silva Ribeiro – Vice-presidente para Assuntos do Jovem Empreendedor Luíza Ribeiro Camisaria/W4 Eventos
Juliano Huck Murbach - Diretor Secretário Murbach Consultores Jurídicos
Jadir Saraiva de Rezende - Diretor Secretário-adjunto Construtora Saraiva de Rezende
Gilson Luiz Anizelli – Diretor Tesoureiro Cotriguaçu
Luiz Antonio Langer – Diretor Tesoureiro-adjunto Imobiliária LAL
Renan Simões Tonin – Diretor de Relações Públicas Tonin Atacado e Distribuições Ltda
Carlos Roberto Santos Guedes – Diretor de Comunicação Social Nexu's Desenvolvimento Humano
Margarida Domingues Carneiro – Diretora de Eventos Mirante
Nelson Casarotto – Diretor Assuntos Comunitários Dimecal
Alexandre Luis Gonçalves – Diretor de Patrimônio AGF System
Carlos Junior Scherer – Diretor do Comércio Exterior Nutriplan
Michel Vitor Alves Lopes – Diretor de Estudos Socioeconômicos Organização Contábil Cascavel
Genésio Pegoraro – Diretor do Serviço de Proteção ao Crédito – SPC Supermercados Irani
Paulo Roberto Orso – Diretor de Assuntos Governamentais Sindicato Rural Patronal
Rosemeri Petzold – Diretora de Núcleos Multissetoriais Global Soluções Empresariais
Carlos Roberto Alves – Diretora de Núcleos Setoriais Lojão Total Utilidades
Charles Daniel Duvoisin – Diretor Jurídico Maran, Gehlen e Advogados Associados
Alex Sander da Silva Gallio – Assessor Jurídico Boschirolli, Gallio & Oliveira Associados
Carlos Ermínio Allievi – Assessor Jurídico Braga Côrtes & Allievi
Carlos José Dal Piva – Assessor Jurídico Mahlmann e Dal Piva Advogados
Eder Waine Quareli – Assessor Jurídico Defesa Assessoria Empresarial Ltda
Sandro Mattevi Dal Bosco – Assessor Jurídico DBM Advogados Associados

CONSELHO DELIBERATIVO

Criado em 1960, ele foi o primeiro dos conselhos da entidade. A função dele é de apreciar e emitir posições sobre todos os assuntos pertinentes ao que prevê o estatuto da associação. O seu principal foro são as assembleias gerais, eleitorais, de revisão e atualização do estatuto.

SAIBA MAIS

DIRETORIA DO CONSELHO - GESTÃO 2017 / 2018

Presidente: José Alexandre Polasek
Vice-presidente: Caio Gottlieb
Agostinho Francisco Sabadin
Alberto Rodrigues Pompeu
Algemiro Luiz Liston Junior
André Vinicius Bueno
Antonio Braz de Pádua Beiral
Antonio Sergio Borges Junior
Cassiano Longo
Célio Antonio Zys
Cezar Luiz Bernardon
Claudia Daiane Reinke Hartmann
Cleon Carlos Bulhões de Oliveira
Edson Charles Bueno
Edson Jacob
Elio José Alflen
Ernani Everson Hutt
Fábio José Bigolin
Fábio Luiz Conterno
Flávio Nabih Nastás
Francisco Oscar Froeder
Giancarlo Ceron
Ivan Carlos Riedi
Jairo Eduardo Fabrício Lemos
José Aloisio Meulam
José Fernando Dillenburg
Juarez Tadeu de Araujo
Laila Rotter Schmidt
Leudimila Parcianello
Luiz Fernando Brugim
Luiz Sergio Fettback
Marcius Augusto Gennari
Marcos Giombelli
Marcos Rafael Sulzbacher
Maycon Cezar Cordeiro
Miguel Porfírio
Morgana Marthiela Morais
Nelson Padovani
Nilson Silvio Fante
Paulo Roberto Gambet
Roberto Pellizzetti
Rozelaine Tres Nardino
Sérgio Carlos Kasprzak
Sergio Grapegia
Sidnei Carlos Terribile
Takao Koike
Thaiz Cristina Wipych Cabral
Valdir Pacini
Velci Luiz Kaefer
Vilson Deves Neto
Wilhan Humann
Wilson Virginio Fistarol
Wister dos Santos Moreno

CONSELHO FISCAL

A responsabilidade do Conselho Fiscal é de acompanhar, analisar e emitir parecer sobre o balanço regular de contas da entidade. Ele é formado por três membros titulares e três suplentes, escolhidos pela Assembléia Eleitoral. A exemplo do Superior, o Fiscal também foi instituído em 16 de dezembro de 1982.

CONSELHO SUPERIOR

O Conselho Superior da Acic é integrado pelos empresários que passaram pela presidência da Diretoria Executiva da entidade. Ele foi criado em 16 de dezembro de 1982 e é uma das maiores instâncias da associação.


SAIBA MAIS

PRESIDENTE: Plínio Destro

Nome Período Mandato
Altamir Silva 1960 / 1963
Modesto de Grandi 1963 / 1965 - in memoriam
Gilberto Mayer 03/1965 à 06/1965 - in memoriam
Nelson Menegatti 1965 / 1967 - in memoriam
Geny Lago 1967 / 1968 - in memoriam
Arlindo Dal´Pizzol 1968 / 1969
Eugênio Lange 1969 / 1970 - in memoriam
Ernesto Parmigiani 03/1970 à 06/1970 - in memoriam
Fernando Miranda 1970 / 1971
Eurides Parmigiani 1971 / 1973
Ferdinando Maschio 1973 / 1974
Carlos Pezzini 02/1974 à 05/1974 - in memoriam
Carlos Fernandes 1974 / 1975 - in memoriam
Hylo Bresolin 1975 / 1976 - in memoriam
João Destro 1976 / 1977
Selvino Bigolin 1977 / 1978
Olívio Barzotto 1978 / 1979
Oli Sarolli 1979 / 1980
Rubens Buschmann 1980 / 1981
Fernando Gomes 1981 / 1982
Eduardo Sciarra 1982 / 1983
Dimer Webber 1983 / 1984
Paulo Zordan 1984 / 1985
Edgar Bueno 1985 / 1986
Remi Dal´Pai 1986 / 1987
Romeu Silva 1987 / 1988
José Senden Junior 1988 / 1989 - in memoriam
Arno Sagmeister 1989 / 1990
Nelson Chechelaki 1990 / 1991
Plínio Destro 1991 / 1992
Pedro Pegoraro 1992 / 1993
José Filippon 1993 / 1994
Dércio Galafassi 1994 / 1996
Valdinei Francisco Bobato 1996 / 1997
Pedro Luiz Boaretto 1997 / 1999 - in memoriam
Álvaro Largura 1999 / 2001
Rogério Francisco Stein 2001 / 2003
Susana Gasparovic Kasprzak 2003 / 2005
Guido Bresolin Júnior 2005 / 2007
Valdinei Antonio da Silva 2007 / 2009
Marcos Roberto Teixeira 2009 / 2011
Leopoldo Nestor Furlan 2011 / 2013
José Torres Sobrinho   2013 / 2015 – in memoriam
Alci Lucio Rotta Junior 2015 / 2017